skip to main content

Bioecologia de phyllophaga cuyabana (moser, 1918) (coleoptera scarabaeidae), praga do sistema radicular da soja (glycine max (l.) Merrill, 1917)

Braulio Santos José Roberto Postali Parra

1992

Localização: ESALQ - Biblioteca Central    (SANTOS, B. )(Acessar)

  • Título:
    Bioecologia de phyllophaga cuyabana (moser, 1918) (coleoptera scarabaeidae), praga do sistema radicular da soja (glycine max (l.) Merrill, 1917)
  • Autor: Braulio Santos
  • José Roberto Postali Parra
  • Assuntos: ENTOMOLOGIA AGRÍCOLA; PLANTAS OLEAGINOSAS; COLEOPTERA
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: Foram realizados estudos bioecologicos de phyllophaga cuyabana (moser, 1918) (coleoptera: scarabaeidae). Foram realizados estudos no campo e no laboratorio no departamento de entomologia da esalq/usp. No campo determinou-se o ciclo univoltino do inseto. Os ovos foram colocados predominantemente ate 10cm de profundidade em novembro e dezembro. A fase larval com tres instares ocorreu desde novembro ate setembro e pode ser dividido em dois periodos: fase ativa e de diapausa, que ocorreu no terceiro instar, caracterizada pelo acumulo de lipidios totais e diminuicao do metabolismo respiratorio. A fase de pupa ocorreu em setembro e outubro. Os adultos fizeram revoadas noturnas em novembro. Em laboratorio o periodo de incubacao foi afetado pela temperatura, decrescendo com o aumento desta. As exigencias termicas foram de 195,9 gd e a temperatura base de 13,1 gc. O periodo de pupa foi afetado pela umidade do solo. As revoadas ocorreram durante 12 dias. A capacidade de postura foi de 8,8 ovos por femea. Os adultos foram mais atraidos pela luz amarela. A luz inibiu os adultos de sairem do solo
  • Data de publicação: 1992
  • Formato: 111p.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.