skip to main content

"O ensino da medicina através das humanidades médicas: análise do filme And the band played on e seu uso em atividades de ensino/aprendizagem em educação médica"

Pereira, Ricardo Tapajós Martins Coelho

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina 2005-03-03

Acesso online

  • Título:
    "O ensino da medicina através das humanidades médicas: análise do filme And the band played on e seu uso em atividades de ensino/aprendizagem em educação médica"
  • Autor: Pereira, Ricardo Tapajós Martins Coelho
  • Orientador: Segurado, Aluisio Augusto Cotrim
  • Assuntos: Educação Médica/Métodos; Infecções Por Hiv/História; Humanidades; Filmes/Análise (Sibix); Filmes /Tendências; Relações Médico-Paciente; Films /Tendencies; Films/Analysis (Sibix); Hiv Infections/History; Humanities; Medical Education/Methods; Physician-Patient Relationship
  • Descrição: INTRODUÇÃO: O modelo epistemológico humanista na Medicina redefine o bom médico como um profissional que detém tanto excelência técnica quanto traços humanísticos. Os currículos médicos tiveram que se adaptar e se preocupar com projetos pedagógicos que dessem conta de promover o ensino/aprendizagem desses traços humanísticos. Esses projetos têm tentado resgatar a Educação Liberal nos currículos de Medicina através da introdução das Humanidades Médicas. Essa introdução tem sido tentada ao redor do mundo nos últimos 40 anos e requer cada vez mais novos projetos pedagógicos. Essa tese propõe o uso de uma atividade instrucional específica no campo das Artes Cinemáticas (enquanto Humanidade Médica) com a finalidade de mediar junto aos alunos a consecução de objetivos humanísticos pertinentes à Educação Médica. OBJETIVOS: Pretendeu-se analisar o filme And the band played on, produzindo possibilidades interpretativas sobre ele, justificando-as e comunicando-as através de uma síntese elucidativa; identificar aspectos de relevância médica cujo ensino/aprendizagem pode ser mediado pela discussão estruturada do filme como atividade instrucional; compilar esses aspectos em termos de objetivos educacionais humanísticos e de sua alocação a uma das taxonomias de objetivos educacionais nas Humanidades Médicas e prover exemplos concretos de possibilidades de ensino/aprendizagem relacionadas a essa atividade instrucional. METODOLOGIA: A análise fílmica abordou a obra nos seus aspectos narratológicos (como personagens e convenções de ponto de vista e narração) e estilísticos específicos do cinema. Observou os vários eixos que geram significação no cinema (linguagem verbal, linguagem escrita, visualidade, ruídos e música). Foi macro-analítica (analisando a obra como um todo), mas necessitou de momentos de micro-análise (seqüências e planos específicos). Envolveu a análise descritiva e formal da obra e sua interpretação através da análise interna (aspectos inerentes como iconografia e simbolismo) e externa (sistemas referenciais externos como teorias psicológicas) de sentido. Os aspectos de relevância médica passíveis de ensino/aprendizagem através dessa atividade instrucional foram procurados e alocados nos campos das grandes taxonomias que organizam os objetivos educacionais (Taxonomia de Objetivos Educacionais, Campos de Significado e Competências). RESULTADOS: Descreveram-se possibilidades de uso do filme de duas maneiras instrucionais: assistência do filme inteiro e assistência de excertos, em ambos os casos com posterior discussão. Em relação ao filme como um todo, duas propostas interpretativas diferentes foram geradas com base no seu potencial uso no ensino/aprendizagem em Medicina. A primeira baseia-se na narrativa romanesca da crise vocacional vivenciada pelo protagonista e a segunda centra-se na análise da instância narrativa e seus dispositivos. Em relação aos excertos, pinçaram-se algumas seqüências para ilustrar alguns de seus possíveis usos instrucionais. CONCLUSÕES: O filme pode ser usado instrucionalmente com vistas à abordagem educacional de objetivos humanísticos. Esses objetivos são pertinentes a diversas áreas do conhecimento, entre as quais citam-se os Domínio Afetivo e Emocional, os Campos Ético e Sinoético, e as Competências Adaptativa, Contextual, de Identidade Profissional e Motivação para Aprendizagem Continuada. Esses objetivos abordam áreas de conteúdo relevantes, como a relação médico-paciente, a vocação médica, o contar notícias ruins, a persona médica, o arquétipo do médico ferido, a comunicação humana e a identidade profissional médica, entre outras.
  • DOI: 10.11606/T.5.2005.tde-25042005-191419
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina
  • Data de publicação: 2005-03-03
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.