skip to main content

O acolhimento como analisador das relações entre os profissionais, gestores e usuários

Cinira Magali Fortuna Karemme Ferreira de Oliveira; Adriana Barbieri Feliciano; Mônica Vilchez da Silva; Flávio Adriano Borges; Gabriela Alvarez Camacho; Priscila Norié de Araujo; Márcia Niituma Ogata

Revista da Escola de Enfermagem da USP São Paulo v. 51, art. e03258, 2017

São Paulo 2017

Localização: EERP - Esc. Enfermagem Ribeirão Preto    (pcd 2922544 Estantes Deslizantes )(Acessar)

  • Título:
    O acolhimento como analisador das relações entre os profissionais, gestores e usuários
  • Autor: Cinira Magali Fortuna
  • Karemme Ferreira de Oliveira; Adriana Barbieri Feliciano; Mônica Vilchez da Silva; Flávio Adriano Borges; Gabriela Alvarez Camacho; Priscila Norié de Araujo; Márcia Niituma Ogata
  • Assuntos: HUMANIZAÇÃO DA ASSISTÊNCIA; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; ASSISTÊNCIA AO PACIENTE (SERVIÇOS DE SAÚDE); User Embracement; Primary Health Care; Interprofessional Relations; Primary Care Nursing; Acolhimento; Relações Interprofissionais; Enfermagem De Atenção Primária; Acogimiento; Atención Primaria De Salud; Relaciones Interprofesionales; Enfermería De Atención Primaria
  • É parte de: Revista da Escola de Enfermagem da USP São Paulo v. 51, art. e03258, 2017
  • Notas: Artigo publicado em periódico multilíngue: texto em inglês e português disponível on-line
  • Descrição: Objetivo: Analisar as relações entre profissionais e destes com gestores e usuários a partir do analisador acolhimento. Método: Estudo qualitativo com referencial teórico-metodológico da análise institucional. Os dados foram produzidos por meio de grupos focais e organizados a partir da transcrição, transposição e reconstituição. Foram realizadas 17 sessões de grupos focais envolvendo seis municípios e profissionais de saúde de diversas formações. Resultados: Participaram da pesquisa 137 profissionais. O acolhimento vem sendo realizado na perspectiva de organizar o atendimento à demanda espontânea. Os médicos não têm se envolvido diretamente, embora detenham a palavra final. A enfermagem intermedia a lida com os usuários e exerce importante trabalho de negociação entre os setores da rede. Os recepcionistas e os agentes comunitários realizam a primeira abordagem aos usuários, dirigindo-se à enfermagem para a negociação do atendimento. Os gestores esperam evitar reclamações, atendendo a todos. Os usuários se valem da política partidária e da imprensa para atendimento quando não há acesso. Conclusão: O acolhimento é um analisador, pois produz visibilidade e dizibilidade às relações em produção nos serviços de saúde e ao ser posto em análise pode desencadear a desnaturalização destas
    Objetivo: Analizar las relaciones entre profesionales e de esos con gestores y usuarios mediante el analizador acogida. Método: Estudio cualitativo con marco de referencia teórico metodológico del análisis institucional. Los datos fueron producidos por medio de grupos focales y organizados mediante la transcripción, transposición y reconstitución. Fueron realizadas 17 sesiones de grupos focales involucrando a seis municipios y profesionales sanitarios de distintas formaciones. Resultados: Participaron en la investigación 137 profesionales. La acogida se está llevando a cabo en la perspectiva de organizar la atención a la demanda espontánea. Los médicos no se están involucrando directamente, aunque detengan la palabra final. La enfermería intermedia el manejo de los usuarios y ejerce importante trabajo de negociación entre los sectores de la red. Los recepcionistas y los agentes comunitarios realizan el primer abordaje a los usuarios, dirigiéndose a la enfermería para la negociación de la atención. Los gestores esperan evitar quejas, atendiendo a todos. Los usuarios se valen de la política partidaria y de la prensa para atención cuando no hay acceso. Conclusión: La acogida es un analizador, pues produce visibilidad y decibilidad a las relaciones en producción en los servicios sanitarios y, al ser puesta en análisis, puede desencadenar la desnaturalización de esas
  • Editor: São Paulo
  • Data de publicação: 2017
  • Formato: art. e03258.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.