skip to main content

As gibitecas como polos fomentadores de cultura e de exercício da cidadania

Marino, Daniela Dos Santos Domingues

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes 2018-09-21

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    As gibitecas como polos fomentadores de cultura e de exercício da cidadania
  • Autor: Marino, Daniela Dos Santos Domingues
  • Orientador: Vergueiro, Waldomiro de Castro Santos
  • Assuntos: Cidadania; Cultura; Gibitecas; Histórias Em Quadrinhos; Citizenship; Comic Books; Comics Libraries; Culture
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Notas Locais: Programa de Pós-graduação em Comunicação
  • Descrição: O presente trabalho visa buscar maior compreensão acerca do papel das gibitecas como espaços que servem a um propósito mais amplo que apenas armazenar revistas de histórias em quadrinhos. Como apontam Bari (2008), Nogueira (2017) e Vergueiro (1994), o aumento no número de espaços dedicados exclusivamente à leitura de histórias em quadrinhos no Brasil tem sido observado desde o início dos anos 1990, da mesma forma que observou Vergueiro (2017) em relação ao aumento no número de publicações em quadrinhos no país. Diversos fatores podem ter contribuído para o aquecimento do mercado nacional de quadrinhos, entre eles, o advento da internet, que possibilita que os autores possam divulgar seus trabalhos a uma quantidade cada vez maior de leitores; a indicação dos Parâmetros Curriculares Nacionais para que os quadrinhos sejam usados em sala de aula; a possibilidade de publicação de histórias em quadrinhos por meio de editais estaduais; e o processo de legitimação das histórias em quadrinhos como bens culturais de mesmo valor que outras expressões artísticas, como previsto em Carvalho (2017). A hipótese na qual se baseia a pesquisa é de que as gibitecas podem constituir polos de fomento à cultura e de exercício da cidadania ao promoverem eventos para divulgação dos quadrinhos e disponibilizam seus acervos gratuitamente aos cidadãos das comunidades onde estão inseridas. A partir da perspectiva de teóricos da Comunicação como Jesus Martin-Barbero (1997, 2000) e Nestór Canclini (1999) sobre a importância dos eventos sociais para a compreensão dos fenômenos de comunicação, principalmente no que tange à América Latina; e as considerações de teóricos da cultura como Raymond Williams (1961, 2008) e dos Estudos Culturais de Matellart e Neveu (2002) sobre os aspectos sociais do acesso à cultura, o objeto a ser analisado é composto pelos eventos ocorridos na Gibiteca Municipal de Santos entre os anos de 2013 e 2016, período em que o local presenciou o aumento de mais de 100% de atividades oferecidas aos seus frequentadores em comparação aos anos anteriores. Para a análise destes eventos são utilizados estudo de caso, etnografia, entrevistas e pesquisa bibliográfica que buscam relacionar as considerações dos autores elencados à observação participativa da autora ao longo dos anos mencionados. O acesso à cultura como uma forma de exercer a cidadania é defendido por Marshall (1967) e complementado por teóricos da Geografia Cultural (CUCHE, 2002; COSGROVE; 2007; CORRÊA, ROSENDAHL, 2007) quando se referem à relevância de certos espaços para a construção e aquisição de conhecimento para determinados grupos. Em relação a esses grupos, que no caso da Gibiteca são seus frequentadores, suas interações remetem ao que Pustz (2000) atesta sobre a existência de uma cultura específica de histórias em quadrinhos, cujos elementos constitutivos são específicos e compartilhados pelas pessoas que consomem seus produtos. Assim, por meio da exposição dos dados coletados e da bibliografia pertinente à pesquisa, foi possível concluir se a hipótese inicial se confirma, possibilitando então, que o debate acerca da relevância das gibitecas seja expandido.
  • DOI: 10.11606/D.27.2018.tde-26122018-165312
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes
  • Data de publicação: 2018-09-21
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.