skip to main content

Análise estratigráfica: uma contribuição ao projeto de restauro

Genovez, Sarita Carneiro

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo 2012-04-20

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Análise estratigráfica: uma contribuição ao projeto de restauro
  • Autor: Genovez, Sarita Carneiro
  • Orientador: Kuhl, Beatriz Mugayar
  • Assuntos: Arqueologia Da Arquitetura; Estratigrafia; Patrimônio Cultural; Restauro; Archaeology Of Buildings; Cultural Heritage; Restoration; Stratigraphy
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
    Dissertação (Mestrado) -- Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.
  • Descrição: O monumento histórico normalmente constitui-se por acúmulos de estratos, mudanças advindas de novas construções ou demolições que se sucedem no tempo e deixam marcas e testemunhos materiais. E é como tal que, do ponto de vista da ciência, cultura e ética, deverá ser compreendido. Isso faz com que seja imprescindível o domínio da estratigrafia pelos agentes que lidam com o patrimônio cultural. A estratigrafia ou análise estratigráfica abrange o estudo da estratificação, ou seja, o estudo das ações construtivas e destrutivas em um edifício. Contudo, no Brasil, a sua utilização ainda é incipiente, pouco difundida. A grande maioria dos profissionais utiliza apenas a microestratigrafia para as pinturas murais e não usa o método consolidado para edifícios com e sem revestimento. Por isso, o objetivo geral deste trabalho consiste numa apresentação e também numa reflexão sobre essa ferramenta de origem arqueológica como um dos instrumentos primordiais para projeto e obra de Restauro. A compreensão e reflexão com relação ao tema são alcançadas a partir de pesquisa bibliográfica na qual se analisam as experiências em andamento nos principais centros de estudo localizados na Itália e Espanha. A dissertação está dividida em quatro capítulos: o primeiro esclarece conceitos ligados à análise estratigráfica; o segundo e terceiro capítulos abordam a metodologia de aplicação desta ferramenta (sendo o segundo para edifícios sem revestimento e os métodos de datação e o terceiro para os edifícios com revestimento); o quarto capítulo tem o importante papel de abordar questões conceituais, técnicas e metodológicas do projeto de restauro a partir de casos concretos e, dessa forma, demonstrar que não basta apenas conhecer, mas saber o que fazer com este conhecimento. Assim, esta dissertação de mestrado pretende contribuir para a divulgação do método da estratigrafia no Brasil ao agrupar experiências internacionais significativas para a reflexão e a inovação das tradicionais condutas de conhecimento do edifício. Deve-se deixar claro que tal contribuição seria muito útil para formação de equipes especializadas e para instigar futuras pesquisas.
  • DOI: 10.11606/D.16.2012.tde-20062012-161333
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo
  • Data de publicação: 2012-04-20
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.