skip to main content

A pesquisa arqueológica na Estância Velha do Jarau e os museus da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul - interfaces entre Patrimônio, Memória e Identidade

Toledo, Grasiela Tebaldi

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia 2012-03-05

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    A pesquisa arqueológica na Estância Velha do Jarau e os museus da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul - interfaces entre Patrimônio, Memória e Identidade
  • Autor: Toledo, Grasiela Tebaldi
  • Orientador: Bruno, Maria Cristina Oliveira
  • Assuntos: Arqueologia Histórica E Patrimônio; Estância; Fronteira; Museus; Cattle Farm; Frontier; Historical Archaeology And Heritage; Museums
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: A pesquisa apresentada versa sobre três temáticas inter-relacionadas - fronteira, estâncias e museus - na região da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, através da pesquisa arqueológica realizada na Estância Velha do Jarau (Quaraí/RS) e das visitas às instituições museológicas dos municípios que formam a Campanha Gaúcha. Relacionou-se a formação histórica da Fronteira Oeste, marcada pelo estabelecimento de estâncias, com o perfil histórico-cultural da região atualmente, buscando identificar mudanças e permanências que se processaram nesse espaço e servem como indicadores de memória e identidade. Foram analisadas as louças da Estância Velha do Jarau demonstrando como este espaço é múltiplo e representativo do ambiente doméstico de uma estância de criação de gado do século XIX, muitas vezes rememorada somente por seus elementos político-econômicos, bélicos e produtivos, não relacionando este espaço à uma unidade doméstica e familiar. A partir desses dois primeiros eixos (fronteira e estância) diagnosticou-se de que forma a memória estancieira está presente nos museus da região e como estes podem contribuir para valorização e ampliação do patrimônio e da identidade local/regional. Ao final foram propostas estratégias para musealização do acervo arqueológico da Estância Velha do Jarau, partindo de premissas básicas da ação museológica que se norteiam pelo preservacionismo e educação.
  • DOI: 10.11606/D.71.2012.tde-19062012-102924
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Data de publicação: 2012-03-05
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.