skip to main content

O espírito das coisas: um estudo sobre a assemblage infantil

Ferreira, Paulo Nin

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação 2009-03-26

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    O espírito das coisas: um estudo sobre a assemblage infantil
  • Autor: Ferreira, Paulo Nin
  • Orientador: Dias, Marina Celia Moraes
  • Assuntos: Paradigma Indiciário; Arte; Arte-Educação; Assemblage Infantil; Atividade De Construção; Brincar; Educação Infantil; Evidence Paradigm; Construction Activity; Children Play; Children Assemblage; Childhood Education; Art-Education; Art
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: Esta dissertação estuda a assemblage infantil, através do seu processo de criação e recriação durante a atividade de construção, procurando entender seu significado enquanto experiência lúdica e linguagem expressiva que produz conhecimento. Parte da hipótese que entender a relação entre a percepção e a expressão envolvida nessa atividade é crucial para a compreensão do processo de aprendizagem da linguagem visual pela criança. Partindo das concepções teóricas de Rhoda Kellogg sobre o desenho infantil, Jean Piaget e D.W.Winnicott sobre o brincar da criança, Walter Benjamin e Gaston Bachelard sobre narrativas e imaginação na infância e o Paradigma Indiciário de Carlo Ginzburg, essa dissertação reflete sobre a natureza da criação artística na infância. A pesquisa foi desenvolvida com quatro grupos de crianças, entre 4 e 7 anos, em Oficinas de Construção em escolas da cidade de São Paulo, durante 2007 e 2008, ancoradas em 15 anos de experiência de trabalho, na forma de pesquisa-ação. Os resultados indicam que a assemblage é uma linguagem expressiva muito significativa para a infância, tornando possível o desenvolvimento de ricas narrativas que equilibram o conhecimento subjetivo e o objetivo de maneira harmônica e profunda, e que amplia a experiência social e cultural da criança. Também aponta que o Paradigma Indiciário de Ginzburg tem gênese na infância e que é possível identificar as suas características na atividade lúdica e expressiva de construção de assemblages. As assemblages infantis são produto de narrativas lúdicas construídas sobre indícios materiais e imateriais que refletem as conexões entre percepção, expressão, imaginação, memória e elementos inconscientes.
  • DOI: 10.11606/D.48.2009.tde-14042009-190858
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Educação
  • Data de publicação: 2009-03-26
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.