skip to main content

Sobre a natureza da geografia entre Richard Hartshorne e Fred K. Schaefer: um fragmento inacabado

Lima Neto, Everaldo Macena De

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas 2012-10-02

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Sobre a natureza da geografia entre Richard Hartshorne e Fred K. Schaefer: um fragmento inacabado
  • Autor: Lima Neto, Everaldo Macena De
  • Orientador: Martins, Elvio Rodrigues
  • Assuntos: Epistemologia; Metodologia; Richard Hartshorne; Geografia; Fred K. Schaefer; Fred K. Schaefer; Methodology; Epistemology; Richard Hartshorne; Geography
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: A presente pesquisa refletiu sobre a natureza da geografia de Richard Hartshorne e de Fred K. Schaefer na busca por compreender elementos fundamentais da metodologia em geografia. Para tal, é apresentado um documento de Schaefer inédito na língua portuguesa, intitulado A Natureza da Geografia. O ponto de partida é uma introdução à trajetória intelectual de Richard Hartshorne, na qual são apontadas as principais questões envoltas ao seu pensamento. É destacada sua postura frente à caracterização metodológica da geografia, principalmente na explicação do conceito de região, da diferenciação e a integração de áreas, assim como a exposição filosófica sobre a corologia. A seguir, faço breve contextualização sobre o caminho acadêmico de Fred. K. Schaefer e volto esforço para a compreensão de seus trabalhos, em especial, seu único artigo publicado, Excepcionalismo na Geografia e o manuscrito A Natureza da Geografia. O documento traduzido para a língua portuguesa foi analisado, sucintamente, para que algumas questões já levantadas em seu artigo fossem explicadas com maior rigor. Essas questões dizem respeito aos aspectos metodológicos da disciplina, como a posição da ciência geográfica, enquanto sistemática ou idiográfica. Seguinte a exposição desses dois estudiosos, trato do debate possível entre essas duas concepções distintas de geografia. Primeiramente, por uma explicação sobre o movimento da produção intelectual da disciplina, seguida pela abordagem sobre o método, enquanto fundamento do conhecimento. Após as indagações levantadas, o estudo volta-se para a abordagem sobre a epistemologia da geografia, assim como os possíveis quadros paradigmáticos, como tentativas de fortalecer a importância desse debate para a atualidade da geografia.
  • DOI: 10.11606/D.8.2012.tde-13032013-115657
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
  • Data de publicação: 2012-10-02
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.