skip to main content

Contribuição para o estudo da simplificação do trabalho pesquisa de um algorítmo

Max Barcellos Corrêa 1928-1993

1967

Localização: EPBC - Esc. Politécnica-Bib Central    (FT-407 ) e outros locais(Acessar)

  • Título:
    Contribuição para o estudo da simplificação do trabalho pesquisa de um algorítmo
  • Autor: Max Barcellos Corrêa 1928-1993
  • Assuntos: TRABALHO
  • Notas: Provimento de Cátedra
    Tese (Doutorado) -- Escola Politécnica-USP, 1967
  • Descrição: Esta tese resultou de uma insatisfação, que vem de longa data. Nos primeiros anos de existência do curso de Engenharia de Produção da Escola Politécnica, dediquei-me ao estudo e a preleção dos assuntos que, sob diversos títulos, estão hoje reunidos nas disciplinas 471 – “Estudo e Medida do Trabalho” e 472 – “Produtos, Processos e Instalações Industriais”, da Cadeira 47 “Organização da Produção”. Naquela época, os métodos usualmente empregados no tratamento dos problemas de Estudo do Trabalho, eram denominados (e o são até hoje) métodos esquemáticos ou métodos qualitativos. Dentre eles, destacam-se os métodos de estudo de simplificação do trabalho. Posteriormente, coube-se a tarefa de lecionar os assuntos relacionados com o planejamento da produção, numa época em que os métodos quantitativos da Pesquisa Operacional começavam a ter ampla divulgação. Durante alguns anos estudei com afinco a aplicação destes métodos nos problemas de planejamento. A experiência didática e profissional convenceu-me de que a distinção dos dois setores, tem razões mais de natureza histórica do que de outra qualquer. Os problemas de planejamento da produção e os de estudo da simplificação do trabalho são bastante semelhantes, na sua essência e diferem apenas em escala. Por razões de origem e época entretanto, os métodos quantitativos ainda não foram usados, na extensão conveniente, no campo da simplificação do trabalho. Assim explica-se a minha insatisfação. Nesta Tese, procuro contribuir para a maior aproximação dos dois campos, fazendo uma aplicação da Teoria dos Grafos ao estudo de simplificação do trabalho. No capítulo I faço uma síntese dos métodos tradicionais, em que procuro focalizar os aspectos a que farei referência posteriormente. No capítulo II faço uma revisão dos conceitos fundamentais que
    formam a base dos procedimentos atuais e procuro redefinir alguns e conceituar melhor a outros, para poder formular o problema da simplificação do trabalho de forma adequada à pesquisa de uma nova maneira de resolve-lo. Como consequência natural desta revisão, fica definida a primeira fase do método proposto, que é o registro dos dados na forma de um grafo (diagrama de blocos) . Mostro a seguir, por meio de um exemplo, como fazer a análise destes dados e aplicar as regras de economia de movimentos para simplificar o trabalho. No capítulo III exponho a pesquisa feita para determinação de um método heurístico de solução do problema de atribuição de recursos às atividades, que compõem um trabalho. Este problema, que tem atraído a atenção de muitos autores hoje em dia, é típico do campo da programação da produção e está presente em todo e qualquer problema de simplificação do trabalho. Este fato vem demonstrar a grande semelhança entre os dois setores. No capítulo VI apresenta as conclusões a que foi possível chegar. No capítulo V, um mero apêndice, reuni todos os gráficos e figuras referidas no texto.
  • Data de publicação: 1967
  • Formato: 82p.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.