skip to main content

Levantamento e mapeamento da distribuição de material arqueológico na microbacia hidrográfica do município de Cristal-RS

Beier, Elissandro Voigt

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Engenharia de São Carlos 2018-02-23

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Levantamento e mapeamento da distribuição de material arqueológico na microbacia hidrográfica do município de Cristal-RS
  • Autor: Beier, Elissandro Voigt
  • Orientador: Poleto, Cristiano
  • Assuntos: Atividades Antrópicas; Microbacia Hidrográfica; Sítios Arqueológicos; Anthropic Activities; Archaeological Sites; Hydrographic Microbasin
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: Nesta dissertação, foi realizado o levantamento, caracterização e o mapeamento do material arqueológico em uma parcela da zona rural da bacia hidrográfica do município de Cristal, estado do Rio Grande do Sul. Foram analisados e identificados os processos de ocupação pretéritos por meio da bibliografia e material arqueológico identificado in locu e constatou-se os diferentes elementos populacionais que se instalaram na região e que deixaram suas marcas na paisagem por meio de alteração do ambiente, implantação de sítios arqueológicos, uso de artefatos e ferramentas característicos pelos antigos habitantes. Considerou-se uma região com características ambientais que configuram um ambiente de transição, entre uma porção serrana da serra do Sudeste e a região do baixo curso do Rio Camaquã, denominada planície litorânea interna. A área de estudo abrange aproximadamente 60 km², fragmentadas em 18 microbacias hidrográficas, onde inclui-se o rio Camaquã. Esse território apresenta formas de atualmente ocupação e exploração do solo, condicionado pela ocupação de descendentes europeus e que pelo processo de fragmentação da terra, modela esta diferenciação e a apropriação dos espaços naturais. Esta mesma área que na atualidade apresenta forma diversificada de exploração do solo esta sobreposta a as áreas em que é identificada densidade expressiva de sítios arqueológicos não pesquisados, sendo que estes sítios arqueológicos apresentaram um elevado número de artefatos. Para a identificação dos locais com ocorrências arqueológicas foi adotada a metodologia de fragmentação de uma grande área em parcelas menores, considerando para esta divisão as características naturais do ambiente e divisão da área em 04 parcelas (região do vale do rio Camaquã; região da planície de meandros; região do arroio Sapata e região do alto da serra). Sobre estas parcelas foi implantada a metodologia do caminhamento sistemático, que consiste em gerar linhas paralelas entre si sobre terrenos com diferentes coberturas vegetais, abrangendo uma prospecção superficial dos terrenos em busca de artefatos arqueológicos que caracterizem um sítio arqueológico. Estes locais com material arqueológico foram identificados, mapeados e descritos. Os materiais identificados nos locais foram acondicionados conforme sua localização, contabilizados em campo. Em laboratório os mesmos foram lavados, secos, contabilizados conforme sua origem, analisados visualmente com a ajuda de lupa para identificação de ranhuras e cicatrizes de mecanização, fotografados em escala e posteriormente sendo acondicionados em sacos plásticos, identificados conforme sua origem em campo. O material identificado em campo por meio do caminhamento contabilizou uma soma de 75 sítios arqueológicos não identificados por nenhuma pesquisa anterior, dispersos nas 04 regiões ambientais distintas pesquisadas, foram identificados ainda 109 locais com ocorrência de material arqueológico em pequenas quantidades que podem apresentar relação com as grandes ocorrências. Quanto aos materiais localizados nos sítios arqueológicos foram contabilizados 4.647 fragmentos e artefatos de natureza lítica, de litologias internas e externas a área de pesquisa, incluindo-se instrumentos denominados de instrumentos guia, porque delimitam sua confecção a determinados grupos ao longo do contexto histórico de ocupação e 5.633 fragmentos cerâmicos de diferentes colorações e caracterização morfológica na face externa dos recipientes, caracterizando diferentes funcionalidades do recipiente e dos locais de ocorrência, quando contextualizados. Como principal resultado, pôde-se inferir a relação entre os processos antrópicos (revolvimento do solo, de pedoturbação e atividade agrícolas mecanizadas) e sua interferência sobre os espaços culturais, acarretando alterações nas configurações destes espaços e a destruição e/ou alteração estética de peças arqueológicas, esta observação foi constatada na totalidade dos 75 sítios arqueológicos identificados. Como resultado final cruzaram-se os dados de densidade de materiais em cada sítio, com a localização dos mesmos no território, ocorre ainda a diferenciação dos sítios de acordo com os materiais encontrados, sendo classificados com sítios líticos, cerâmicos e lito-cerâmicos, assim gerou-se um produto cartográfico final.
  • DOI: 10.11606/D.18.2018.tde-27032018-111408
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Engenharia de São Carlos
  • Data de publicação: 2018-02-23
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.