skip to main content

Violência doméstica e a Lei Maria da Penha: perfil das agressões sofridas por mulheres abrigadas em unidade social de proteção

Luana Bandeira de Mello Amaral ; Thiago Brasileiro de Vasconcelos ; Fabiane Elpídio de Sá ; Andrea Soares Rocha Da Silva ; Raimunda Hermelinda Maia Macena

Revista Estudos Feministas, 01 June 2016, Vol.24(2), pp.521-540 [Periódico revisado por pares]

Texto completo disponível

Citações Citado por
  • Título:
    Violência doméstica e a Lei Maria da Penha: perfil das agressões sofridas por mulheres abrigadas em unidade social de proteção
  • Autor: Luana Bandeira de Mello Amaral ; Thiago Brasileiro de Vasconcelos ; Fabiane Elpídio de Sá ; Andrea Soares Rocha Da Silva ; Raimunda Hermelinda Maia Macena
  • Assuntos: Violência Doméstica ; Mulheres ; Agressão ; Women'S Studies
  • É parte de: Revista Estudos Feministas, 01 June 2016, Vol.24(2), pp.521-540
  • Descrição: A violência baseada no gênero tem se constituído em um fenômeno social que influencia sobremaneira o modo de viver, adoecer e morrer das mulheres. Este estudo visa conhecer as diferenças antes e após a criação da Lei Maria da Penha (LMP) nas agressões sofridas pelas mulheres que foram atendidas na Unidade de Proteção Especial do Estado do Ceará. Trata-se de um estudo seccional, exploratório-descritivo e documental. A amostra foi composta por 197 prontuários das mulheres atendidas em uma Unidade de Proteção Especial do Estado do Ceará entre os anos de 2001 e 2012. Os dados foram analisados através do SPSS® versão 20. As questões éticas deste estudo foram alicerçadas na Resolução n.º 466/12. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (COMEPE) da Universidade Federal do Ceará, por meio do protocolo nº 369.332. Os resultados apontam que as mulheres agredidas são jovens (53,5%), pardas (47,2%), sem união estável (68,0%), com baixa escolaridade (91,4%), sem renda mensal...
  • Idioma: Espanhol

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.