skip to main content

Estudo clínico longitudinal da fadiga em pacientes com cancer cólonretal em quimioterapia

Lilian de Andrade Sá Fernanda Maris Peria

2013

Localização: FMRP - Fac. Medicina de Ribeirão Preto    (Sá, Lilian de Andrade )(Acessar)

  • Título:
    Estudo clínico longitudinal da fadiga em pacientes com cancer cólonretal em quimioterapia
  • Autor: Lilian de Andrade Sá
  • Fernanda Maris Peria
  • Assuntos: FADIGA (MANIFESTAÇÕES NEUROLÓGICAS); QUALIDADE DE VIDA; NEOPLASIAS COLORRETAIS; QUIMIOTERAPIA
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: Introdução: A fadiga relacionada ao cancer é caracterizada por um cansaço profundo não aliviado pelo descanso, com impacto negativo na função física e psicossocial do paciente, reduzindo significativamente sua qualidade de vida. A prevalência de fadiga em pacientes oncológicos em quimioterapia pode chegar a 90% dos casos. O cancer cólon-retal é uma das neoplasias mais incidentes, sobretudo na população acima dos 65 anos de idade. Objetivos: Avaliar comparativamente o sintoma fadiga em pacientes com cancer cólon-retal durante os quatro primeiros ciclos de quimioterapia contendo capecitabina e oxaliplatina (CAPOX). Métodos: Foram recrutados 35 pacientes, dos quais 27 preencheram nos quatro momentos do tratamento o questionário FACIT-F (Funcional Assessment of Chronic Therapy Fatigue) para análise do sintoma fadiga. Resultados: Dos 27 pacientes incluidos, estes apresentaram média de idade de 61,9 anos (33-84), prevalecendo o sexo feminino (66,7%). Não foi identificada piora da fadiga ou da qualidade de vida no decorrer do tratamento quimioterápico com CAPOX. Em análise do intervalo de confiança para a diferença de médias do FACIT-F (fadiga) e FACIT-G (qualidade de vida) para as variaveis qualitativas deste questionário, a única variável correlacionadacom a fadiga foi o sexo, evidenciando que as mulheres apresentaram escores associados à fadiga mais intensa que os homens (p=0,03). Conclusão: Não houve piora da fadiga ao longo dos 4 primeiros ciclos de quimioterapia em pacientes com cancer colón-retal submetidos a tratamento com CAPOX. Após analises de correlação, a variável sexo demonstrou associação com pior qualidade de vida e fadiga mais intensa nas pacientes do sexo feminino
  • Data de publicação: 2013
  • Formato: 82 p anexos.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.