skip to main content

Carentes de justiça juízes seculares e eclesiásticos na "confusão de latrocínios" em Minas Gerais (1748-1793)

Patricia Ferreira dos Santos Carlos de Almeida Prado Bacellar

2013

Localização: FFLCH - Fac. Fil. Let. e Ciências Humanas  Teses CAPH  (11978N )(Acessar)

  • Título:
    Carentes de justiça juízes seculares e eclesiásticos na "confusão de latrocínios" em Minas Gerais (1748-1793)
  • Autor: Patricia Ferreira dos Santos
  • Carlos de Almeida Prado Bacellar
  • Assuntos: HISTÓRIA DO BRASIL -- SÉCULO 18; SOCIEDADE LUSO-BRASILEIRA -- 1748-1793 -- MINAS GERAIS; EPISCOPADO; HISTÓRIA ECLESIÁSTICA; JUSTIÇA; Ecclesiastical Justice; Justiça Eclesiástica; Querelas; Suits
  • Notas: Tese (Doutorado)
  • Notas Locais: Versão corrigida
  • Descrição: O objeto deste estudo é a justiça eclesiástica, analisada sob dois aspectos: as relações estabelecidas pelos juízes eclesiásticos com os fiéis e com os juízes seculares; e os mecanismos de coerção que pôs em prática. A metodologia comparativa baseou-se nas seguintes fontes: processos judiciais eclesiásticos; recursos de averiguação de delitos - as querelas, queixas e denúncias; norma jurídica - expressa nas constituições sinodais, Ordenações e tratados; correspondência de bispos e governadores do século XVIII. Tais fontes evidenciam as várias facetas da justiça colonial: a virtude primeira do Príncipe; e a prerrogativa episcopal. Ponto central na evangelização tridentina, a justiça eclesiástica preconizava maior presença no cotidiano dos fiéis, e uma busca dos pecadores públicos, mediante devassas, denúncias, queixas e querelas. Como corolário deste exercício, verificam-se entre as autoridades seculares e eclesiásticas relações de colaboração, concorrência e conflito. Isto desencadeou múltiplas reações entre as pessoas leigas e eclesiásticas, alvos daquela ação
  • Data de publicação: 2013
  • Formato: 455 p tab; + graf anexos.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.