skip to main content

De charadas e adivinhas o continuum do contar de Angela Lago

Rosemarie Giudilli Cordioli Maria dos Prazeres Santos Mendes

2001

Localização: FFLCH - Fac. Fil. Let. e Ciências Humanas    (Disponível apenas online )(Acessar)

  • Título:
    De charadas e adivinhas o continuum do contar de Angela Lago
  • Autor: Rosemarie Giudilli Cordioli
  • Maria dos Prazeres Santos Mendes
  • Assuntos: LITERATURA INFANTO-JUVENIL; LITERATURA BRASILEIRA
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: Estabelecemos como objetivo de nossa pesquisa: o descortinar do olhar para obras de Literatura Infanto-Juvenil, viabilizado por meio do entrelaçamento de aspectos referentes ao imaginário medieval ao fazer literário de Angela Lago. Destacamos em Charadas Macabras, a presença do elemento capeta como veiculador de informação e/ou transformação através do uso da palavra. Em Sua Alteza A Divinha, o resgate da oralidade, enfocada sob a luz da teoria bakhtiniana, concedeu a ampliação de recursos como a comicidade, a ludicidade, a brincadeira, encapsulada na obra através do jogo, do desafio oral englobados na esfera da antítese social - o popular contrapondo-se à aristocracia, o forte contra o fraco - o elemento feminino em oposição ao masculino, fatores que concorreram para o dimensionar da análise. Caminhar nas trilhas da cultura oral possibilitou, ainda, a descoberta do riso espontâneo pelos veios da improvisação, pelo evidenciar da praça pública com suas práticas, identificadas em 10 Adivinhas Picantes, além de contribuir para o despertar da literatura paródica, presente em Indo Não Sei Aonde Buscar Não Sei O Quê. A busca de releituras do conto da princesa "expert" em adivinhações, compiladas por pesquisadores como Adolpho Coelho e Câmara Cascudo consolidaram, sobremaneira, o propósito inicial de pesquisa - a comprovação, nos contos de Angela Lago, da influência da cultura medieval que chega, através de Portugal e Brasil. Na conclusão, retomamos os elementos
    pertinentes à cada obra permeados ao âmbito do leitor, e palmilhados, particularmente, ao universo da criança - quintal da casa do faz-de-conta, lugar onde a magia, a alegria e o sonho, são
  • Data de criação/publicação: 2001
  • Formato: 151 p.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.