skip to main content

A morte na periferia de São Paulo

Valéria Sanches Maria Helena Oliva Augusto

1999

Localização: FFLCH - Fac. Fil. Let. e Ciências Humanas    (T SANCHES, V. 1999 )(Acessar)

  • Título:
    A morte na periferia de São Paulo
  • Autor: Valéria Sanches
  • Maria Helena Oliva Augusto
  • Assuntos: SOCIOLOGIA -- BRASIL; PERIFERIA; FAVELAS; MORTALIDADE
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: O presente estudo busca compreender as atitudes diante da morte e suas representações em um contexto particular que é o da periferia da cidade de São Paulo. A autora procura demonstrar que, se ocultação da morte e a interdição do tema - colocado como tabu - vêm sendo constantemente relatadas por diversos autores como uma tendência crescente na sociedade contemporânea, essa tendência não pode ser generalizada, já que ela parece não ocorrer na periferia. A hipótese de que o modo de encarar a morte esteja diretamente ligado ao modo de vida das populações, em seus aspectos material, espiritual e afetivo, parece ser a chave para explicar a não verificação da tendência apontada pela literatura citada. Pelo fato desta ser predominantemente originária de países desenvolvidos (com menor desigualdade social e maior homogeneidade cultural), seu foco está, por isso mesmo, mais voltado ao estudo deste acontecimento entre as camadas médias da população. Entretanto, no caso das favelas estudadas, em São Paulo, a morte é um evento compartilhado por um grande número de pessoas, tecendo-se, em torno do morto e de seus familiares, uma grande teia de relações e uma rede de solidariedade que revelam coerência entre os modos de viver e de morrer
  • Data de publicação: 1999
  • Formato: 120 p.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.