skip to main content
Tipo de recurso Mostra resultados com: Mostra resultados com: Índice

Do grau de conhecimento dos pacientes submetidos à laringectomia total sobre o diagnóstico, tratamento e reabilitação de sua comunicação oral

Maria Isabel Sampaio Carmagnani Mara Suzana Behlau

1994

Localização: EE - Escola de Enfermagem    (T2410 ) e outros locais(Acessar)

  • Título:
    Do grau de conhecimento dos pacientes submetidos à laringectomia total sobre o diagnóstico, tratamento e reabilitação de sua comunicação oral
  • Autor: Maria Isabel Sampaio Carmagnani
  • Mara Suzana Behlau
  • Assuntos: LARINGECTOMIA (REABILITAÇÃO); VOZ ESOFÁGICA; CUIDADOS PÓS-OPERATÓRIOS; EDUCAÇÃO DO PACIENTE
  • Notas: Dissertação (Mestrado) -- Escola Paulista de Medicina
  • Descrição: Este estudo teve por finalidade verificar o grau de conhecimenbto do paciente laringectomizado sobre seu diagnóstico, tratamento cirúrgico a que foi submetido e a reabilitação de sua comunicação oral. Foram realizadas entrevistas com 19 pacientes e acompanhantes no laboratório de Cirurgia da Cabeça e Pescoço da Disciplina de Otorrinolaringologia do Departamento de Otorrinolaringologia e Distúrbios da Comunicação Humana da Escola Paulista de Medicina, na data do primeiro retorno do paciente ao ambulatório, após a alta hospitalar. A análise dos resultados mostrou que em relação às orientações feitas no pré-operatório, 63,2% dos pacientes tinham conhecimento do tipo de tratamento cirúrgico a que foram submetidos, 52,6% sobre o seu diagnóstico e 32,6% estavam cientes das modificações anatômicas e fisiológicas decorrentes da cirurgia. Após a alta hospitalar, todos os pacientes referiram estar informados sobre os medicamentos prescritos e o preparo da dieta. A maioria também conhecia os cuidados com a traqueostomia (68,4%) e com a sonda naso-enteral (57,9%), porém poucos tinham conhecimento sobre a reabilitação da comunicação oral (21%). As atividades pós-alta menos conhecidas entre pacientes e familiares, foram a higiene oral (5,2%) e a atividade com nenhuma citação. Os profissionais mais apontados por terem prestado orientação foram: o nutricionista, seguido pelo médico e finalmente o enfermeiro. As dúvidas mais expressas pelo paciente e acompanhante foram
    sobre a permanência definitiva do estoma traqueal e a aquisição da voz esofágica
  • Data de publicação: 1994
  • Formato: 86 p.
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.