skip to main content
Tipo de recurso Mostra resultados com: Mostra resultados com: Índice

Adesividade e irritação cutânea do filme transparente gel de clorexidina em pacientes submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas

Santos, Bruna Nogueira Dos

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto 2015-09-21

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Adesividade e irritação cutânea do filme transparente gel de clorexidina em pacientes submetidos ao transplante de células tronco hematopoiéticas
  • Autor: Santos, Bruna Nogueira Dos
  • Orientador: Silveira, Renata Cristina de Campos Pereira
  • Assuntos: Anormalidades Da Pele; Bandagens; Cateterismo Venoso Central; Transplante De Células-Tronco Hematopoéticas; Bandages; Catheterization; Central Venous; Hematopoietic Stem Cell Transplantation; Skin Abnormalities
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: O Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas (TCTH) trata-se da substituição das Células-Tronco Hematopoéticas (CTH) doentes de um indivíduo por CTH normais com o objetivo de normalizar a hematopoese do receptor. O cateter venoso central (CVC) tornou-se indispensável para viabilizar tal terapêutica pela segurança na infusão das CTH e dos quimioterápicos. Para o TCTH são utilizados cateteres do tipo Hickman ou duplo lúmen, ambos de longa permanência. O curativo adesivo utilizado no sítio de inserção do cateter é essencial para a fixação do cateter, proteção contra agentes externos e prevenção de infecção. Há forte evidência clínica no uso do filme transparente gel de clorexidina (CHX) como uma alternativa no controle de infecções relacionadas ao cateter. A adesividade deste curativo confere-lhe uma possível permanência de até sete dias aderido à pele, o que evita repetidas aplicações e remoções do curativo, diminui a frequência na manipulação do cateter, a ocorrência de infecção e irritação cutânea local. Observa-se que a adesividade do curativo nem sempre permite a permanência por sete dias, sendo necessárias trocas não planejadas, podendo causar lesões à integridade cutânea. Neste estudo, objetivou-se avaliar a adesividade e a irritação cutânea do filme transparente gel de CHX aplicado no sítio de inserção do CVC por meio de um estudo transversal, prospectivo, realizado em um hospital público de ensino, no período de novembro de 2013 a junho de 2014, com crianças e adultos de ambos os sexos com doenças autoimunes ou onco-hematológicas submetidos ao TCTH. A amostra desta pesquisa foi constituída por 25 pacientes. Onze (44%) apresentaram irritação cutânea caracterizada por perda de pele de extensão <=0,5cm, perda de pele de extensão > 0,5cm, placa eritematosa e vesículas. Destes, seis tiveram necessidade de suspensão do uso do curativo. A pele fragilizada devido ao uso de agentes quimioterápicos pode aderir fortemente ao curativo adesivo, sendo desprendida com o mesmo quando este é removido. A perda da integridade cutânea com remoção da camada protetora da pele facilita a entrada de microrganismos aumentando a susceptibilidade a infecções em pacientes imunossuprimidos. Em 55,6% das avaliações foi observado desprendimento do curativo e a região da fenda foi onde mais ocorreu desprendimento (43,4%). Esta é uma região da margem do curativo, assim denominada por possuir uma abertura no adesivo onde são posicionadas as vias do cateter. Infere-se que devido à mobilidade do paciente e manuseio das vias do cateter, com o passar dos dias, essa região da borda do curativo apresenta maior desprendimento. Em 8,4% das observações havia bolha de ar no gel de clorexidina envolvendo o sítio de inserção do cateter. A bolha de ar no gel de clorexidina significa que este não está em contato com a pele do paciente o que é preocupante quando envolve o sítio de inserção do cateter, pois a CHX não está exercendo sua função antisséptica neste local, onde há possibilidade de migração extra- lúmen de microrganismos à corrente sanguínea
  • DOI: 10.11606/D.22.2016.tde-23122015-103236
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Data de publicação: 2015-09-21
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.