skip to main content

Hidrossemeadura com espécies arbustivo-arbóreas nativas para preenchimento de áreas degradadas na Serra do Mar

Basso, Fabiana De Arantes

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Ecologia de Agroecossistemas 2008-06-19

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Hidrossemeadura com espécies arbustivo-arbóreas nativas para preenchimento de áreas degradadas na Serra do Mar
  • Autor: Basso, Fabiana De Arantes
  • Orientador: Rodrigues, Ricardo Ribeiro
  • Assuntos: Mata Atlântica; Plantas Nativas; Reabilitação De Áreas Degradadas; Semeadura; Degraded Areas; Hydroseeding; Native Tree Species; Recovery
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Notas Locais: Programa Interunidades em Ecologia Aplicada ESALQ/CENA
  • Descrição: A técnica da hidrossemeadura é comumente empregada como medida de recuperação de taludes gerados nos empreendimentos rodoviários, áreas degradadas pela mineração, aeroportos e hidrelétricas, utilizando gramíneas agressivas e leguminosas visando um rápido recobrimento do solo para conter a erosão. O uso de espécies arbustivo-arbóreas nativas na hidrossemeadura ainda é pouco estudado, destacando-se alguns trabalhos de desenvolvimento de equipamentos e escolha de espécies adequadas. Inserido neste contexto a proposta do trabalho foi testar a viabilidade da técnica da hidrossemeadura com espécies arbustivo-arbóreas nativas para preenchimento de áreas degradadas inseridas em uma matriz ainda com grande cobertura florestal remanescente, possibilitando o uso de uma baixa diversidade de espécies na hidrossemeadura, uma vez que o enriquecimento ocorreria naturalmente, com propágulos oriundos do entorno, se a condição do ambiente permitir a fixação desses propágulos. Para isto foram aplicados 14,88 kg de sementes em 2,64 ha de área, sendo 2,976 kg de cada uma das seguintes espécies arbustivo-arbóreas: Cecropia pachystachya, Mimosa bimucronata, Peltophorum dubium, Schinus terebinthifolius e Senna multijuga. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso em esquema fatorial 2x5 com um tratamento adicional e com quatro repetições de cada bloco. Foram testadas cinco doses diferentes de sementes (Kg/ ha) e a influência do adubo químico (NPK) no momento da aplicação da hidrossemeadura no preenchimento da área. A dissertação foi dividida em dois capítulos, o primeiro referente à viabilidade da técnica da hidrossemeadura, tendo o segundo avaliado o sucesso de estabelecimento das espécies utilizadas. De maneira geral a técnica da hidrossemeadura apresentou-se viável para preenchimento das áreas, porém, estudos com espécies arbustivo-arbóreas são necessários para indicação das espécies mais adequadas.
  • DOI: 10.11606/D.91.2008.tde-25072008-110225
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Ecologia de Agroecossistemas
  • Data de publicação: 2008-06-19
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.