skip to main content

A educação geográfica escolar: conteúdos e referências docentes

Santana Filho, Manoel Martins De

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas 2010-11-05

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    A educação geográfica escolar: conteúdos e referências docentes
  • Autor: Santana Filho, Manoel Martins De
  • Orientador: Castellar, Sonia Maria Vanzella
  • Assuntos: Conteúdos De Ensino; Educação Geográfica; Geografia; Referências Docentes; Geographic Education; Geography; Learning Content; Teacher'S References
  • Notas: Tese (Doutorado)
  • Descrição: A tese investiga a distinção da Geografia no contexto da educação básica, considerando que a geografia escolar permite que se entenda a espacialidade do mundo, da sociedade. Contudo, pelo fato de muitas vezes a aula de Geografia ser tomada como uma apresentação de curiosidades, uma prática de decorar informações só para fazer as avaliações, o efeito desses saberes na educação das pessoas não aparece de forma sistematizada e clara. A pesquisa procura contribuir para o enfrentamento de dificuldades que marcam a aula de Geografia na escola, entre elas a imprecisão de sua identidade e de sua marca educativa. Para isso foram investigadas as referências de professores sobre os conteúdos das aulas, conforme suas compreensões conceituais da ciência geográfica e da pedagogia que é presente na escola. Quais referências balizam as escolhas dos conteúdos de suas aulas? Nesses profissionais observou-se uma compreensão, tanto da função da aula de Geografia na escola quanto da sua contribuição educacional, orientando-se ora em noções próximas a um senso comum docente e frases de efeito, ora em expressões como localização, mapa, orientação e leitura de mundo sinalizando uma base na Geografia acadêmica e uma considerável distância dos conceitos geográficos do ponto de vista metodológico. Essas referências esbarram em limitações de ordem teórica, metodológica e didática que dificultam a ressignificação dos conteúdos escolares para ler a paisagem, além de limitar a autoria do professor e a aprendizagem do aluno. A exigência fundamental é que tanto os geógrafos educadores da escola básica quanto da academia precisam atentar para a efetiva contribuição da educação geográfica, dando-lhe fundamentação teórica e metodológica, ressaltando-lhe o caráter ético-político no desenvolvimento de um raciocínio espacial por parte dos alunos, e claro, por seus professores.
  • DOI: 10.11606/T.8.2010.tde-29112010-092800
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
  • Data de publicação: 2010-11-05
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.