skip to main content

Controles geoarqueológicos e modelos morfoestratigráficos: implicações para o estudo das ocupações pré-históricas na costa sul-sudeste do Brasil

Brochier, Laércio Loiola

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia 2009-02-18

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Controles geoarqueológicos e modelos morfoestratigráficos: implicações para o estudo das ocupações pré-históricas na costa sul-sudeste do Brasil
  • Autor: Brochier, Laércio Loiola
  • Orientador: Afonso, Marisa Coutinho
  • Assuntos: Sítios Arqueológicos Enterrados; Probabilidade Bayesiana; Modelos Morfoestratigráficos; Modelagem Preditiva; Informação E Incerteza; Geoarqueologia Costeira; Information And Uncertainty; Coastal Geoarchaeology; Morphostratigraphic Models; Predictive Modelling; Buried Archaeological Sites; Bayesian Probability
  • Notas: Tese (Doutorado)
  • Descrição: A presente tese refere-se a uma proposta de abordagem geoarqueológica voltada ao estudo de sítios arqueológicos costeiros, enfocando pressupostos teóricos e metodológicos ligados à uma aproximação entre a Arqueologia, Geociências e Ciências da Informação. Objetivou em um primeiro momento, inserir questões e problemáticas relativas a necessidade de inclusão da incerteza no raciocínio e práticas arqueológicas, vislumbrando as possibilidades de seu tratamento. Neste sentido, a percepção do \"problema da não informação\" constituiu o argumento conceitual para a elaboração de um modelo de raciocínio dialético sobre a aquisição, geração, seleção e transmissão de informações na disciplina. Nessa perspectiva, sobreveio a necessidade da interação constante entre Teorias de Formação e de Recuperação, como passo essencial ao controle das perdas e ganhos informacionais e, ao tratamento das imperfeições, incompletudes, imprecisões e ambiguidades ligadas aos fenômenos arqueológicos e seu registro científico. Um dos aspectos explorados refere-se à percepção das incertezas e vieses envolvidos na interpretação das ocupações costeiras, notadamente quanto às problemáticas de origem e migração das primeiras populações nessas áreas. Em um modelo atual dicotômico entre o interior e o litoral, onde mesmo os sítios mais antigos (somente sambaquis) acham-se dispostos sobre a superfície dos terrenos, a percepção da dinâmica e complexidade dos sistemas costeiros, fica restrita ao enquadramento desses sítios em sucessões de cenários geomórficos e paeogeográficos. Deste modo, pouca atenção é dada às conseqüências de agentes dinâmicos sobre a configuração e seleção de sítios na atual paisagem costeira, bem como, à possibilidade de ocorrência e detecção de diferentes classes de sítios, que foram preservados em profundidade por meio de processos de capeamento sedimentar. Assim, em um segundo momento, foi proposto à utilização do conceito de \"Controles Geoarquelógicos\" (CG) no estudo e explicitação dos condicionantes naturais e analíticos envolvidos em uma pesquisa de caráter regional, cujo enfoque está nas relações informacionais estabelecidas entre sítios arqueológicos e meio (natural e analítico), e cujo resultado (síntese dialética) compreenderia a noção de evento arqueológico. Diante da explicitação da variabilidade envolvida na caracterização do Registro Arqueológico Regional (RAR), bem como, dos condicionantes complexos derivados da estrutura, dinâmica e evolução da paisagem, o evento arqueológico considerado na tese, compreendeu a investigação da probabilidade de preservação de sítios costeiros antigos (teoria de formação) e do seu potencial de detecção (teoria de recuperação). Neste sentido foi utilizado o raciocínio abdutivo para gerar hipóteses sobre a preservação ou não de sítios encobertos, tendo por base os modelos sedimentares e morfoestratigraficos produzidos para a costa sul-sudeste. Por sua vez, a busca de indicadores nas planícies costeiras de Guaratuba-PR e de Caraguatatuba SP, possibilitou apontar condicionantes (variáveis) favoráveis a geração de um modelo de trapeamento de sítios (capeamento e preservação sedimentar) para a região da Baía de Guaratuba. Por fim, foi testado o raciocínio probabilístico Bayesiano e a Teoria de Evidências (Dempster-Shafer) para a inclusão e representação da incerteza na pesquisa de sambaquis, visualizando um método de tratamento das evidências e inferências geradas em sistemas baseados em conhecimento. Esses mesmos métodos também permitiram determinar os pesos para os diferentes indicadores, e as condições de necessidade, suficiência e ambigüidade das variáveis na geração de mapas aplicados à predição da favorabilidade e suscetibilidade de sítios arqueológicos enterrados na planície costeira de Guaratuba.
  • DOI: 10.11606/T.71.2009.tde-15042009-140624
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Data de publicação: 2009-02-18
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.