skip to main content
Tipo de recurso Mostra resultados com: Mostra resultados com: Índice

Ekthéosis Arsinóes: o culto a Arsinoe II Filadelfo

Almeida, Alex Dos Santos

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia 2007-09-20

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Ekthéosis Arsinóes: o culto a Arsinoe II Filadelfo
  • Autor: Almeida, Alex Dos Santos
  • Orientador: Florenzano, Maria Beatriz Borba
  • Assuntos: Arqueologia Do Culto; Egito Helenístico; Culto À Rainha; Arsinoe Filadelfo; Realeza Ptolomaica; Cult Archaeology; Arsinoe Philadelphus; Hellenistic Egypt; Ptolemaic Royalty; Queen Cult
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: A pesquisa que intitulamos - Ektheósis Arsinoes: o culto de Arsinoe II Filadelfo, tem como objetivo analisar as razões, formato e alcance do culto religioso criado por Ptolomeu II Filadelfo para honrar a sua irmã-esposa. Sabe-se que a visão que os autores antigos e estudiosos modernos têm a respeito da rainha Arsinoe II era controversa no passado e continua a ser nos dias atuais. Da rainha ambiciosa a esposa devotada, poucos documentos existem sobre a sua passagem no Egito na década de 280/270 a.C. quando ela se tornou rainha durante o governo de seu irmão, embora a grande maioria dos testemunhos data do período que se segue à sua morte. Quem foi Arsinoe II Filadelfo? Por que Ptolomeu II estabeleceu um culto em memória de sua irmã-esposa? A importância de Arsinoe II pareceu residir na imagem de devoção popular que se criou em torno de sua pessoa, e que acabou favorecendo e prestigiando a dinastia Lagida. A nossa pesquisa se baseia em primeiro lugar na análise das fontes materiais, mas também das fontes textuais tanto do século III a.C. quanto de séculos posteriores. Partimos de uma exposição do fundo histórico em que se baseou e se constituiu a monarquia ptolomaica. Em seguida, refletimos brevemente sobre o papel e o status das rainhas helenísticas e faraônicas na antiguidade. No último capítulo, nos respaldando nos princípios teóricos e metodológicos da arqueologia do culto propostos por Colin Renfrew, fazemos uma longa digressão acerca das razões que levaram Ptolomeu II a estabelecer um culto para Arsinoe II nas esferas grega e egípcia da população.
  • DOI: 10.11606/D.71.2007.tde-24102007-102152
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Museu de Arqueologia e Etnologia
  • Data de publicação: 2007-09-20
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.