skip to main content

O acolhimento materno no contexto da prematuridade em um Hospital Amigo da Criança

Lélis, Beatriz Dutra Brazão

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto 2014-03-12

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    O acolhimento materno no contexto da prematuridade em um Hospital Amigo da Criança
  • Autor: Lélis, Beatriz Dutra Brazão
  • Orientador: Leite, Adriana Moraes
  • Assuntos: Acolhimento; Humanização Da Assistência; Mães; Prematuridade; Care Humanization; Embracement; Mothers; Prematurity
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Descrição: O contexto da prematuridade traz para as mães muitas incertezas em relação ao desenvolvimento de seu bebê e às dificuldades específicas para a interação da díade pelas particularidades inerentes à condição do recém-nascido pré-termo (RNPT), envolvendo profunda adaptação da mãe a mudanças decorrentes da internação e da situação em que se encontra o recém- nascido. Diante da complexidade, a situação de prematuridade pode acarretar para a mãe um sofrimento que poderá desenvolver sentimentos desestruturantes em função das dificuldades acarretadas pela internação e prematuridade. Este estudo tem por objetivo geral analisar o acolhimento feito às mães de RNPTs hospitalizados em Unidade de Terapia Intensiva Neona- tal -UTIN, de um Hospital Amigo da Criança. Como objetivos específicos: Descrever os sentimentos vivenciados pela mãe do RNPT, na perspectiva do acolhimento em UTIN, no Método Canguru e na Casa da Gestante, no contexto de um Hospital Amigo da Criança em Passos- MG; Identificar estratégias de enfrentamento utilizadas pelas mães para lidar com situações causadoras de sentimentos e dificuldades no contexto de um Hospital Amigo da Criança em Passos-MG; Compreender como se dá a humanização de tal atenção, tendo em vista as inter-relações e também compreender de que forma os processos de acolhimento estabelecem relações com a humanização do cuidado nos diferentes ambientes da mãe, em tal contexto. Trata- se de um estudo exploratório e descritivo de abordagem qualitativa, pautado no conceito de humanização, para o processo analítico na modalidade de análise temática. Participaram da pesquisa mães de recém-nascidos pré-termo internados na UTIN de um Hospital Amigo da Criança, utilizando o critério de saturação teórica. Foi realizada, de forma individual, uma entrevista semiestruturada, gravada em áudio e, após a transcrição, foram identificadas três categorias de análise e subcategorias, a partir das verbalizações das participantes. 1- O impacto da separação súbita após o nascimento: A mãe diante do processo de internação: preocupando-se com o filho e A incerteza da sobrevida: apoiando-se na espiritualidade; 2- Vivenciando o Método Canguru: Permanecendo perto do filho na vivência do Método Canguru, Restrições na vivência do Método Canguru; Sentindo-se impotente e desamparada e tendo outros filhos; Permanecendo perto do filho na vivência do Método Canguru; 3- Casa da Gestante:Recebendo apoio e aprendizado: Conversando com outras mães: trocando experiências, Apoio do PROMAI e Tendo apoio da equipe de enfermagem. Conclui-se que, ainda que se esteja em um Hospital Amigo da Criança, munido de estratégias que visem à humanização do cui- dado, se faz premente a necessidade de um modelo que caracterize o acolhimento, centrado nos interesses das usuárias, e que vise à organização do trabalho, com vistas à escuta e à reso- lução de demandas em saúde
  • DOI: 10.11606/D.22.2014.tde-21052014-160313
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Data de publicação: 2014-03-12
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.