skip to main content

Sistema experimental de monitoramento e controle para casas de vegetação baseado em redes de controle distribuído LonWorks.

Pereira, Gilberto Alves

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola Politécnica 2006-04-27

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Sistema experimental de monitoramento e controle para casas de vegetação baseado em redes de controle distribuído LonWorks.
  • Autor: Pereira, Gilberto Alves
  • Orientador: Cugnasca, Carlos Eduardo
  • Assuntos: Agricultura; Engenharia Agrícola; Estufas; Agricultural Engineering; Agriculture; Greenhouse
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Notas Locais: Sistemas Digitais
  • Descrição: O cultivo protegido em casas de vegetação possibilita produção vegetal de maior qualidade e em qualquer época do ano. A tecnologia tem papel preponderante no controle desses ambientes, embora nem sempre seja satisfatoriamente empregada. Soluções convencionais, como as que utilizam Controladores Lógicos Programáveis, ou sistemas com tecnologia proprietária predominam nas soluções oferecidas. A evolução da tecnologia de comunicação vem possibilitando a difusão do uso da tecnologia de redes de computadores em outras aplicações, as chamadas redes de controle, possibilitando a mudança de paradigmas na concepção de sistemas de monitoramento e controle. Os sistemas com arquitetura centralizada tendem a dar lugar aos com arquitetura distribuída, e o uso da Internet possibilita a supervisão e operação de qualquer lugar. Este trabalho discute a adoção da tecnologia de redes de controle em casas de vegetação, envolvendo aspectos de sua arquitetura, distribuição da inteligência, crescimento incremental, flexibilidade e custos. Ele foi aplicado a uma casa de vegetação do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, dotada de sistema de automação convencional, para a implantação e avaliação de um sistema experimental baseado na rede de controle com a tecnologia LonWorks®. Utilizaram-se nós inteligentes comercialmente disponíveis e um nó desenvolvido em laboratório. A implementação permitiu a verificação experimental das vantagens e desvantagens da utilização da abordagem distribuída em relação à centralizada. Constatou-se a facilidade de implementação, redução no cabeamento, flexibilidade e interoperabilidade da solução. Contudo, os custos tendem a ser mais elevados na abordagem distribuída, no que se refere às ferramentas de apoio e nós inteligentes. Além da avaliação de aplicação da nova tecnologia, propõe-se uma seqüência de passos a se seguir na migração de um sistema convencional para um sistema de controle distribuído, e apresenta-se a disponibilização do sistema desenvolvido como um Web Lab, que possibilita a realização de experimentos remotamente.
  • DOI: 10.11606/D.3.2006.tde-09062006-091835
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Escola Politécnica
  • Data de publicação: 2006-04-27
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.