skip to main content

Um estudo sobre crenças de professores nikkeis: abordagens de ensino em uma escola de colônia

Lima, Marley Francisca De

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas 2015-10-19

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Um estudo sobre crenças de professores nikkeis: abordagens de ensino em uma escola de colônia
  • Autor: Lima, Marley Francisca De
  • Orientador: Morales, Leiko Matsubara
  • Assuntos: Abordagem De Ensino De Japonês; Associação De Nipo-Brasileiros; Crenças De Professores; Escola De Colônia; Colony School; Japanese Teaching Approach; Nipobrazilian Association; Teachers Beliefs
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Notas Locais: Versão corrigida
  • Descrição: Esta dissertação realizou uma pesquisa de crenças sobre abordagens de ensino de japonês em uma escola comunitária de uma associação de nipo-brasileiros localizada no Centro-Oeste do Brasil. Seu objetivo foi analisar as crenças sobre abordagem de ensino de duas professoras descendentes de imigrantes japoneses que atuam em uma escola vinculada à uma associação de descendentes de imigrantes japoneses e as influências que as atividades culturais da escola e associação produzem no ensino de japonês. As duas professoras possuem experiência no Japão como alunas do ensino regular, e começaram a ensinar o idioma japonês ao retornar ao Brasil. Ambas possuíam entre 24 e 28 anos à época da coleta de dados, sendo uma filha de pai descendente e de mãe não descendente de imigrantes japoneses, e a outra, filha de pais descendentes de segunda geração. A primeira adquiriu a língua japonesa e o português simultaneamente, enquanto a segunda adquiriu o japonês por volta de 10 anos de idade, ao viajar com os pais para o Japão. Os dados utilizados neste trabalho foram coletados mediante o uso de instrumentos de pesquisa comuns à uma investigação de crenças com base contextual, como observação e gravações em áudio das aulas, observação do contexto (escola e associação), notas de campo e entrevistas. Com base no método de pesquisa científico-indutivo, de abordagem qualitativa com enfoque comparativo, analisamos os dados a partir do foco de estudo de caso e etnografia, comparando as abordagens utilizadas pelas duas professoras. Tornou-se necessário uma análise histórica do ensino de japonês no Brasil, pelo fato da escola ser vinculada à uma associação de descendentes de imigrantes japoneses, e ambas as instituições apresentarem ainda muito das práticas típicas das associações, escolas e colônias de imigrantes japoneses dos primeiros períodos no Brasil. Os resultados mostraram que apesar das duas professoras possuírem experiências parecidas como ter estudado em escola no Japão enquanto seus pais trabalhavam como decasséguis, e terem participado de cursos para professores de japonês no Brasil e no Japão, apresentam abordagens de ensino diferentes uma da outra.
  • DOI: 10.11606/D.8.2016.tde-11032016-134806
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
  • Data de criação/publicação: 2015-10-19
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.