skip to main content

Discurso e cotidiano: histórias de vida em depoimentos de pantaneiros

Pinto, Maria Leda

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas 2007-02-15

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    Discurso e cotidiano: histórias de vida em depoimentos de pantaneiros
  • Autor: Pinto, Maria Leda
  • Orientador: Brandao, Helena Hathsue Nagamine
  • Assuntos: Análise Do Discurso; Interdiscurso; Histórias De Vida; Condições De Produção; Sujeito; Discourse Analyses; Interdiscourse; Life Histories; Production Conditions; Subject
  • Notas: Tese (Doutorado)
  • Notas Locais: Filologia e Língua portuguesa
  • Descrição: Esta pesquisa tem por objetivo buscar nas histórias de vida dos pantaneiros a imagem discursivamente construída do homem pantaneiro. É através do uso da língua, aliado a outros aspectos do contexto social em que vive e atua, que o homem constitui-se como sujeito que estabelece vínculos sociais com outros sujeitos e com outras culturas, construindo dessa forma, a sua história. O pantaneiro, vivendo do trabalho no Pantanal sul-mato-grossense, região com características geográficas e sócio-históricas singulares, constitui-se, histórica e socialmente, por meio da riqueza lingüística que se concretiza na convivência com outros falantes do português e com os do espanhol e do guarani, línguas presentes na interação discursiva do dia-a-dia, resultantes do convívio, em regime de fronteira aberta, com o Paraguai e a Bolívia. Dessa perspectiva, a questão que se coloca é: em que medida se constrói a imagem do pantaneiro através de seu próprio discurso? Ou, mais especificamente, em que medida é possível evidenciar as imagens do pantaneiro construídas pelo discurso oral do próprio pantaneiro? Diante dessas indagações, o desafio é estudar o discurso do homem pantaneiro, tendo como fundamento teórico a Análise do Discurso, dita de linha francesa, em particular a interdiscursividade que remete a noções como heterogeneidade discursiva, sujeito e as condições de produção do discurso. Esses aspectos teóricos são pensados a partir de três eixos que dizem respeito ao sujeito e suas ações: eixo das ações que se realizam com a linguagem, eixo das ações que se realizam sobre a linguagem e eixo das ações da linguagem. O capítulo 1 deste trabalho apresenta uma contextualização do Pantanal em seus aspectos geográfico, histórico e social. O capítulo 2 traz um breve histórico da AD e do sujeito nesse percurso. O capítulo 3 trata da AD em sua fase contemporânea, pontuando a questão do discurso, do interdiscurso, do sujeito e as condições de produção do discurso. O capítulo 4 apresenta uma breve retomada do percurso da oralidade, dos gêneros do discurso e dos gêneros histórias de vida e depoimento que compõem o título desta tese. O capítulo 5 apresenta a análise das quatro histórias de vida dos pantaneiros selecionadas para este trabalho
  • DOI: 10.11606/T.8.2007.tde-01082007-162109
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
  • Data de criação/publicação: 2007-02-15
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.