skip to main content

O mundo e um outro mundo: reprodução cultural e produção da diferença em vivências universitárias de estudantes lésbicas, gays e bissexuais da USP

Cardoso, Iuri

Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas 2019-10-16

Acesso online. A biblioteca também possui exemplares impressos.

  • Título:
    O mundo e um outro mundo: reprodução cultural e produção da diferença em vivências universitárias de estudantes lésbicas, gays e bissexuais da USP
  • Autor: Cardoso, Iuri
  • Orientador: Garcia, Sylvia Gemignani; Venturi Junior, Gustavo
  • Assuntos: Estudantes; Tolerância; Universidade De São Paulo; Orientação Sexual; Opressão; Sexual Orientation; Opression; Tolerance; Universidade De São Paulo; Students
  • Notas: Dissertação (Mestrado)
  • Notas Locais: Versão corrigida
  • Descrição: Esta pesquisa busca explorar, a partir de uma perspectiva interseccional, as vivências universitárias de estudantes lésbicas, gays e bissexuais da Universidade de São Paulo, considerando as unidades sediadas na cidade de São Paulo. O material empírico é composto por 17 entrevistas semiestruturadas que foram realizadas durante o ano de 2018 e em janeiro de 2019. Para isso localizo historicamente as contradições incorporadas pela instituição universitária moderna, notadamente as funções de reprodução cultural e de produção de conhecimento reflexivo que, no cenário contemporâneo, balizam, de um lado, o processo de incorporação, pelas universidades, da função de responsabilidade social e, de outro, o surgimento e difusão dos estudos acadêmicos de gênero e sexualidade. Situando mais especificamente o objeto da pesquisa, reconstruo brevemente algumas relações entre a cidade de São Paulo e as pautas de diversidade sexual e de gênero para, então, analisar algumas dinâmicas socioespaciais da USP, utilizando, principalmente, dados da pesquisa Interações na USP, realizada pelo Escritório USP Mulheres em 2018. A partir disso, debruço-me sobre os dados coletados, apresentando as características sociais de cada entrevistado, buscando entender quais as especificidades da USP na construção das vivências de cada um. Em seguida, apresento como as marcações sociais, nomeadamente raça, gênero e classe, influenciam essas experiências, a partir de aproximações e distanciamentos das narrativas. Por fim, faço uma análise exploratória de duas entrevistas realizadas.
  • DOI: 10.11606/D.8.2019.tde-11122019-160123
  • Editor: Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP; Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
  • Data de criação/publicação: 2019-10-16
  • Formato: Adobe PDF
  • Idioma: Português

Buscando em bases de dados remotas. Favor aguardar.